Calendário: prevendo demanda sem bola de cristal

4 meses ago  •  By  •  0 Comments

Para iniciar, focaremos em um ponto essencial para a maximização de receita: qual o cenário atual?
Conhecer o histórico da sua unidade e da região onde está inserida nos ajuda a entender momentos de pico e baixa demanda e assim prevermos esse comportamento para o futuro.

Veja o gráfico de ocupação abaixo:

No exemplo acima, por esse meio de hospedagem estar localizado em um destino de praia, os meses de verão possuem altíssima demanda. Mesmo que não possamos garantir, a tendência é que no próximo verão esses meses se comportem de maneira similar.
Por outro lado entre os meses de abril a junho a demanda sofre redução considerável, com taxas de ocupação abaixo de 40%. A partir do mês de julho podemos observar uma leve melhoria nos resultados, mas muito aquém dos resultados de janeiro a março.
Esse tipo de análise é essencial para identificarmos períodos onde naturalmente há uma maior demanda e provavelmente podemos conseguir aumentar a diária média e períodos onde precisaremos de ações promocionais para compensar a baixa na procura. Esse pensamento pode servir tanto para as tarifas que colocamos para venda direta ao cliente final quanto para nossos acordos, sejam eles com agência, operadoras, clube de férias ou outros.

Porém nem todos os dias dentro de uma temporada se comportam de uma mesma forma. Mesmo em períodos de baixa, devido a realização de eventos e feriados a unidade pode obter períodos de alta ocupação. Podemos citar no exemplo acima um sábado em pleno mês de junho com 90% de ocupação. Certamente algum evento na cidade influenciou positivamente para essa ocupação! É importante termos os eventos e feriados já mapeados para podermos antecipar como ele será na próxima vez que ocorrer e adequar a estratégia especificamente para cada dia.

Como o seu meio de hospedagem se comporta? É possível identificar temporadas de alta ocupação e períodos de baixa e antecipar a essas demandas com ações efetivas? E as datas com alta ocupaçação como feriados e eventos na cidade/região?

Veja como fica o mesmo gráfico após a identificação de temporadas:


Verde – Alta temporada
Vermelho – Baixa temporada
Laranja – Média temporada;

Faça você mesmo a análise acima e nos conte como foi. Acesse aqui o modelo de calendário

Para preencher o calendário extraia os dados de ocupação e diária média por dia do ano de 2019 e insira nas colunas “D” e “E”. Insira a classificação de temporada na coluna “H”.
Para ajudar geramos um gráfico por dia na aba “Gráfico 2019”.
Aproveite para extrair os dados do ano corrente para fazer a comparação de temporada ano x ano!

Fique ligado, post novo na próxima semana! Aprofundaremos nosso calendário um pouco mais para começarmos a pensar a estratégia de preços!

Voltar para o post anterior

Essa é uma série de posts práticos para lhe ajudar a impulsionar a receita do seu meio de hospedagem. Ficou com dúvidas ou precisa de ajuda? É só deixar um comentário. Quer uma metodologia personalizada à sua situação? Entre em contato e teremos o maior prazer em conversar!

A FÁCTIL

Organização de profissionais independentes de hotelaria que se uniram para empreender assessorando meios de hospedagem de pequeno porte. Focada na área que é fundamental para o desenvolvimento pleno do potencial da sua hospedagem, a otimização de receitas ou Revenue Management.

 

Submit a Comment